' ANGICO NO AR

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Jogos da Semifinal do 2° Campeonato de Futsal em Angico

Na noite dessa sexta-feira dia 20 de outubro de 2017 foi realizado os dois jogos da Semifinal do 2° Campeonato de Futsal em Angico.

Primeiro jogo:
Maxixi 5 x 4 Cepel
Gols do Maxixi: 3 de Ito, 1 Walas e 1 de Elielzo.
Gols da Cepel, 2 de Veto, 1 Sérgio e 1 de Malinho.

Segundo jogo:
São Mateus A 3 x 12 Ouro Verde.

Gols do São Mateus A:
1 de Nilton, 1 de Nenê e 1 de Foguinho.

Gols do Ouro Verde:
5 de Mateus, 3 Bofi, 2 Índio, 1 Pilaque e 1 '' Engo '' contra.

Próxima sexta-feira dia 27 de outubro tem a grande final.

19h00min

Maxixi x Ouro Verde.

Realização: João Henrique Lili

Apoio: Vereador Luiz, Vereadora Eliete, Secretaria de Cultura Esporte e Lazer, Prefeitura Municipal de Mairi, Rafael Souza e Gustavo G U.

Informações e fotos: João Henrique Lili

Previsão do tempo com muita chuva na Bahia no início de Novembro (vídeo)

(Imagem ilustrativa)
O meteorologista Expedito Rabello, do Instituto Nacional de Meteorologia, prevê, em vídeo para o Notícias Agrícolas, chuvas inclusive no Oeste baiano, até o dia 4 de novembro.

No leste baiano, alcançando toda a Chapada Diamantina, as chuvas começam antes. Chove também no Norte de Minas, o que pode ser a salvação do rio São Francisco, que está com vazões mínimas. O modelo de previsão não alcança o restante do mês de novembro, que pode ser de pouca chuva e altas temperaturas, mantendo o quadro atual.

Confira no vídeo abaixo:
Fonte: Jornal O Expresso

Tragédia em Goiânia: Identificados garotos mortos por atirador adolescente (vídeo)

Os estudantes João Vitor Gomes e João Pedro Calembo foram mortos a tiros dentro da sala de aula em que estudavam, em Goiânia. O suspeito é um colega das vítimas, que também baleou, segundo a Polícia Militar, outros quatro adolescentes, três meninas e um menino, todos estudantes do 8º ano do ensino fundamental.

O menor está apreendido na Delegacia de Apuração de Atos Infracionais (Depai). De acordo com a assessoria de comunicação do Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo), três dos feridos, identificados pelos colegas por Hyago Marques, Marcela Rocha Macedo e Isadora de Morais, foram encaminhados à unidade e estão internados em estado grave. Conforme o Corpo de Bombeiros, uma menina, identificada como Lara Fleury Borges, foi encaminhada para o Hospital dos Acidentados, em Goiânia, que não divulgou o estado de saúde da vítima.

O crime ocorreu às 11h50. Testemunhas relataram que o adolescente estava dentro da sala de aula e, no intervalo, quando a professora saiu, tirou da mochila a arma, uma pistola .40, que ele pegou em casa, e efetuou os disparos.

Em seguida, quando ele se preparava para recarregar o revólver, foi contido por alunos e professores. O suspeito dos disparos está apreendido, segundo confirmou o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz.

Mortos:
• João Vitor Gomes
• João Pedro Calembo

Feridos:
• Hyago Marques – 13 anos – Consciente, respirando espontaneamente e é avaliado por uma equipe multidisciplinar do Hugo.
• Isadora de Morais – idade não confirmada: Internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hugo. Ela está sedada, intubada e é submetida a exames de imagens.
• Lara Fleury Borges – idade não confirmada – Está internada no Hospital dos Acidentados; não teve estado de saúde divulgado.
• Marcela Rocha Macedo – 13 anos – consciente, respira com a ajuda de um cateter de oxigênio, também é avaliada pelo corpo clínico do Hugo.

Pânico
Um aluno de 15 anos, que estava na sala no momento do tiroteio, também contou que o adolescente era vítima de chacotas. O Instituto Médico Legal (IML) informou ao G1 que, até as 14h, os corpos dos dois estudantes não tinham sido levados para a unidade. Já o suspeito pelos tiros foi levado à sede da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) e, em seguida, encaminhado para o IML para os exames de corpo de delito. Posteriormente, deve retornar à delegacia.

Vídeo:

Polícia Militar de Pintadas desarticula quadrilha de tráfico de drogas

Por volta do meio dia desta quinta-feira, 19, a guarnição da PM, recebeu informações de 3 elementos em atitude suspeita e possivelmente embalando drogas para comercialização, visto que havia uma intensa movimentação numa casa na rua Filipe Macedo, em Pintadas.

Após proceder a averiguação foi localizado os elementos Everton Ribeiro de Oliveira, vulgo "Tinda", Romário Silva Pessoa, vulgo "Dudú", Alane Brito dos Santos e o menor de iniciais B. de J.S.

Com os mesmos foram encontrados 23 trouxinhas de cocaína (10 gramas), 22 buchas de maconha (40 gramas), 03 motocicletas, R$ 127,00 em dinheiro, 03 celulares, sacos para embalar as drogas e 01 cachimbo.

Todo este material juntamente com os indivíduos foram apresentados à DP local para serem tomadas as medidas cabíveis.

Informações e fotos: Polícia Militar

Aluno atira em escola de Goiânia, mata dois estudantes e deixa feridos

Um estudante de 14 anos atirou na tarde desta sexta-feira (20) dentro do Colégio Goyases, escola particular de ensino infantil e fundamental, em Goiânia. De acordo com o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar, dois estudantes morreram e outros quatro ficaram feridos na unidade, localizada no Conjunto Riviera, bairro de classe média.

O crime ocorreu às 11h50. Testemunhas relataram ao G1 que o adolescente, que cursa o 8º ano e é filho de militares, estava dentro da sala de aula e, no intervalo, quando a professora saiu, tirou da mochila a arma, uma pistola .40, que ele pegou em casa, e efetuou os disparos. Em seguida, quando ele se preparava para recarregar o revólver, foi contido por alunos e professores.

Os estudantes João Vitor Gomes e João Pedro Calembo, cujas idades ainda não foram divulgadas, morreram no local. Já outros quatro alunos, sendo três meninas e um menino, ficaram feridos e foram socorridos.
O suspeito dos disparos está apreendido, segundo confirmou ao G1 o coronel da Polícia Militar Anésio Barbosa da Cruz. “Informações preliminares dão conta que ele estaria sofrendo bullying, se revoltou contra isso, pegou a arma em casa e efetuou os disparos”, disse.

Um aluno de 15 anos, que estava na sala no momento do tiroteio, também contou que o adolescente era vítima de chacotas.

“Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento, pois não usa desodorante. No intervalo da aula, ele sacou a arma da mochila e começou a atirar. Ele não escolheu alvo. Aí todo mundo saiu correndo”, relatou o estudante.

O Instituto Médico Legal (IML) informou ao G1 que, até as 14h, os corpos dos dois estudantes não tinham sido levados para a unidade.

Já o suspeito pelos tiros foi levado à sede da Delegacia de Polícia de Apuração de Atos Infracionais (Depai) e, em seguida, encaminhado para o IML para os exames de corpo de delito. Posteriormente, deve retornar à delegacia.

Feridos
Os baleados foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) da Polícia Militar. Três deles estão no Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo) e um no Hospital de Acidentados.

Segundo o Hugo, um dos feridos é um garoto de 13 anos, que tem quadro de saúde grave. Ele está orientado, consciente e respira espontaneamente. Ele passa por avaliação na emergência.

A outra ferida é uma adolescente de 13 anos, que também tem quadro grave. Ela está orientada, consciente, respira com auxílio de oxigênio. Ela também passa por avaliação.

O terceiro ferido é outra estudante, cuja idade ainda não foi confirmada, que também tem quadro de saúde grave. Ela está orientada, consciente, respira com ajuda de oxigênio e também passa por avaliação na emergência.

Ainda não há informações sobre o estado de saúde do quarto estudante ferido.

Telexfree: Brumadense preso com milhões de dólares em colchão se declara culpado nos EUA


Cleber Rene Rizerio Rocha, brasileiro, natural de Brumado (Bahia), cuja a prisão levou as autoridades a descobrirem $17 milhões escondidos sob um colchão, se declarou culpado em uma audiência realizada no dia 11 de outubro em Massachusetts. Rocha enfrenta acusações de lavagem de dinheiro em um dos maiores esquemas de pirâmide financeira no mundo, a TelexFree. Os promotores alegam que Cleber tentou ajudar o, também brasileiro, Carlos Wanzeler (co-fundador da TelexFree), a recuperar milhões de dólares deixado para trás quando fugiu para o Brasil. Rocha, que enfrenta acusações de conspiração e lavagem de dinheiro, ficou detido sem direito a fiança desde a sua prisão, em janeiro. O advogado de defesa não quis comentar o assunto.

A prisão de Rocha é fruto de uma investigação sobre a TelexFree, uma empresa com sede em Marlborough (MA), que vendia serviços de telefonia VOIP e foi fundada pelo americano James Merrill e o brasileiro Carlos Wanzeler.

Os promotores afirmam que a TelexFree funcionava como um esquema de pirâmide financeira, e quase não lucrava com as vendas do sistema de telefonia, mas arrecadou milhões de dólares de milhares de pessoas que eram recrutadas sob a promessa de que ganhariam muito mais com o investimento. Em 2014 a empresa entrou em colapso, gerando mais de $3 bilhões em prejuízos para quase dois milhões de pessoas em todo o mundo, de acordo com os promotores. Merrill foi preso no mesmo ano e foi condenado em março deste ano a seis anos de prisão, depois de se declarar culpado pelas acusações de conspiração e fraude.

Wanzeler, entretanto, em 2014 fugiu para o Brasil, de onde não pode ser extraditado. Eles dizem no processo, ele deixou para trás dezenas de milhões de dólares que lavou das contas da TelexFree. Em meados de 2015, Leonardo Casula Francisco, seu sobrinho, pediu para uma pessoa que se tornou testemunha cooperante, para ajudar a transferir dinheiro escondido para fora dos Estados Unidos, relata a acusação. Com o acordo alguém seria enviado aos Estados Unidos para entregar o dinheiro em à testemunha, que o enviaria para contas em Hong Kong e depois seria transferido para o Brasil.

Em dezembro, Casula enviou Rocha aos Estados Unidos para entregar dinheiro à testemunha, disse uma acusação. Os promotores relataram que, após uma reunião em 4 de janeiro, em um estacionamento, Rocha deu a testemunha a quantia de $2,2 milhões, em uma mala. Agentes federais seguiram (Rocha) até um complexo de apartamentos em Westborough (MA), onde o prenderam. Depois que Rocha foi preso, ele ajudou os agentes a localizar, no apartamento, a quantia de $17 milhões escondidos sob um colchão. Ainda não ficou definida a data da próxima audiência e o fato de ele cooperar com a Justiça poderá atenuar a sua pena. 
As informações são do Brazilian Times

Tragédia na Bahia: Quadrilha invade fazenda e mata casal. Filho pequeno foi poupado

Um casal foi assassinado no começo da madrugada desta quinta-feira (19), em uma fazenda às margens da BA-283, no município de Guaratinga. O fazendeiro Fabrício Trevizani, de 34 anos e a companheira dele, Maricélia Silva Bobbio, de 24, foram atingidos por diversos tiros.
Segundo a Polícia Militar, três homens encapuzados invadiram a propriedade rural e foram, inicialmente, até a casa da funcionária à procura de armas. Em seguida, entraram na sede da fazenda, onde estava o casal e o filho de um deles de quatro anos, que não ficou ferido. Fabrício e Maricélia foram mortos com tiros de arma calibre ponto 44. O Samu já os encontrou mortos. No quarto e na varanda havia muitas cápsulas deflagradas. A princípio, a polícia descarta a possibilidade de latrocínio – quando o roubo é seguido de morte, uma vez que havia muitos objetos de valor na casa, mas nada foi levado.

A funcionária não soube informar qual tipo de veículo foi utilizado pela quadrilha na fuga. No Facebook de Fabrício consta que ele começou um relacionamento com Maricélia há Pouco tempo, desde abril deste ano. A Fazenda Novo Destino – onde ocorreu o crime -, fica no km 14 da rodovia que liga Itabela a Guaratinga. O caso está sendo investigado. Fabrício morava na cidade de Itabela e Maricélia no distrito de Monte Pascoal, no mesmo município. A família ainda não informou onde vão ser realizados velório e enterro.

As informações são do Radar64

Grande Semifinal do 2° Campeonato de Futsal em Angico

É HOJEEEEEEE ''O BAMBU VAI GEMER''.

18:30 - Maxixi X Cepel

19:30 - São Mateus A X Ouro Verde

Realização: João Henrique Lili
Apoio: Vereador Luiz, Vereadora Eliete, Secretaria de Cultura Esporte e Lazer, Prefeitura Municipal de Mairi, Rafael Souza e Gustavo GU.
Informações e fotos: João Henrique Lili