segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Menina de 8 anos morre após receber descarga elétrica ao usar celular

Uma menina de oito anos morreu após receber uma descarga elétrica enquanto usava um aparelho celular na cidade de Formosa do Rio Preto, na região oeste da Bahia. De acordo com informações da delegacia da cidade, a criança estava na casa dos avós maternos, no povoado conhecido como Tabocas, na zona rural do município, quando o incidente aconteceu, no domingo (21). Segundo a polícia, a menina estava com um celular conectado a uma antena externa, colocada no telhado da casa para melhorar o sinal, quando um raio caiu. Chovia no momento do incidente. A descarga elétrica caiu sobre a antena e atingiu a garota, que estava dentro da residência. A menina ainda chegou a ser socorrida pelos familiares e levada para um hospital da cidade, mas não resistiu e morreu. Conforme delegacia da cidade, a menina morava com os pais no centro da cidade, mas tinha ido passar o final de semana com os avós. O corpo da vítima foi levado para o Departamento de Polícia Técnica de Barreiras, mas já foi liberado para sepultamento, que deve ocorrer ainda nesta segunda-feira (22), em um cemitério do centro de Formosa do Rio Preto.
Fonte: G1

Pablo ganha destaque em veículo nacional e gera ‘sofrência’ pelo país

O cantor baiano Pablo foi destaque em uma matéria do jornal Folha de S. Paulo no domingo (14), depois que a sua música “Homem não chora” viralizou na internet, com vídeos de fãs – e cachorros, e papagaios – chorando por causa da música.

À TV Folha, ele revelou que evita ouvir o próprio trabalho, principalmente quando está mais vulnerável. “Se eu estiver brigado com a mulher em casa, não escuto meu trabalho, senão me acabo na cachaça e choro demais”, revela. A “sofrência” levou a, pelo menos, 50 vídeos no YouTube, que somam 2,5 milhões de visualizações.

De acordo com Paulo César de Araújo, autor do livro sobre o brega “Eu Não Sou Cachorro, Não”, de 2002, tal comoção acontece por causa da veneração do ídolo e da identificação com os temas das músicas. “Como o samba, que agoniza mas não morre, o brega incorpora influências para se reinventar e manter o interesse do público”, diz Araújo.

A diretora Ana Rieper, do documentário Vou Rifar Meu Coração, de 2011, investiga a relação afetiva entre o público e os artistas do brega. “Pablo é puro melodrama, chega a pedir socorro para a amada na música que está no filme. [Os vídeos com chorosos mostram que] o Brasil é tão melodramático que não basta chorar, tem que postar, mostrar, exagerar. É a nossa alma romântica, que vai com tudo na expressão exacerbada do sentimento”, affirma Rieper. Fonte: Bahia Notícias e TV Folha
Confira a matéria da TV Folha no vídeo abaixo:

Friboi é investigada por transportar animais da Bahia para abate em Goiás


A Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) do Ministério da Agricultura investiga suspeita contra o frigorífico JBS, detentor da marca Friboi, de suposta movimentação de bois entre estados sem cumprir exigências de certificação da União Europeia referentes à exportação de gado livre da febre aftosa.

Os bovinos teriam sido transferidos para o frigorífico da Friboi em Goiânia, que está habilitado a fazer o abate de animais para ser levados para a Europa desde que eles tenham comprovadamente origem em zonas aprovadas pelo bloco como livres da aftosa ou, quando vindos de outras áreas, passem por um período de confinamento de 90 dias para afastar o risco da doença.

Se for comprovada alguma irregularidade na operação, o Brasil pode sofrer sanções na exportação de carne bovina. O JBS foi acionado pela unidade fitossanitária do ministério instalada em Goiás, após a constatação de que 1.011 cabeças de gado foram compradas na Bahia e levadas para a Fazenda Eldorado, no interior do Goiás, sem a notificação obrigatória do transporte.

O acordo de exportação firmado com o bloco europeu, em 2005, prevê que bovinos de estados como a Bahia, que não é reconhecida como livre da aftosa, precisam passar por uma “noventena”. A fazenda de Goiás, estado certificado pela UE como livre da doença, serve de entreposto para o confinamento mínimo de 90 dias antes do abate.

A Eldorado fica em Iaciara, cidade a cerca de 500 quilômetros de Goiânia, e pertence à J&F Floresta Agropecuária Ltda – subsidiária da holding controladora do JBS. A SDA investiga se a fazenda descumpriu a noventena enviando os bois para abate na capital goiana antes do prazo previsto no acordo.

Tanto a fazenda e o JBS reconhecem que os animais foram transferidos da Bahia para Goiás sem a apresentação de Guias de Trânsito de Animal (GTAs) – o documento que registra a movimentação dos bovinos. O JBS afirmou, em nota, que “adquiriu e abateu um lote de 4.324 cabeças de gado da Fazenda Eldorado, mas esses animais vieram de fazendas habilitadas e não precisavam cumprir a ‘noventena’”.

Segundo a empresa, o cumprimento das regras sanitárias é atribuição da Eldorado. Anteontem, vistoria do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e Ministério Público do Trabalho (MPT) em Passo Fundo, na Região Norte do Rio Grande do Sul, interditou três máquinas embaladoras de peitos de frangos na sala de cortes, três máquinas de limpeza de moela no setor de inspeção federal, quatro máquinas digestoras de penas na fábrica de farinha.

Também foram paralisados o setor de montagem de caixas de papelão e uma serra de carcaça por constatação de situação de grave e iminente risco à saúde e à integridade física dos trabalhadores.
Fonte: Correio24 Horas

Irmãos portadores de distrofia muscular são exemplo de superação e empreendedorismo em Capim Grosso-BA

Os irmãos Herlane de Souza Honorato, 37, e Herlean de Souza Honorato, 35 anos, portadores de distrofia muscular, uma das doenças genéticas nas quais os músculos que controlam o movimento enfraquecem progressivamente e no caso deles, tipo cintura (Erb), que é caracterizada por fraqueza predominantemente na cintura pélvica e escapular, é o verdadeiro exemplo de superação. Eles são sócios de uma indústria de sofá na cidade de Capim Grosso, na Bahia.

Eles começaram a trabalhar, no caso de Herlean, ainda menor e Herlane, sempre se posicionou na condução dos negócios. A primeira atividade empresarial foi na linha de crediário e, sem a distrofia muscular aflorar, viajavam pelo interior do estado vendendo de porta em porta produtos relacionados a cama, mesa e banho.
Visando ampliar os negócios, em 2011, continuaram com os crediários, porém mudaram os produtos e começaram a vender estantes, guarda-roupas, cama box e resolveram produzir sofá. “Começamos a produzir, pois queríamos desenvolver um produto de melhor qualidade”, falou Leo, como é conhecido Herlean de Souza.
Eles vendem os seus produtos em até dez vezes e os créditos são aprovados por eles sem consulta a Serasa ou outro tipo de consulta. “Nossa liberação de crédito é baseado na informação do vizinho. Vizinho sabe de tudo”, brincou Leo.

A indústria L&V gera diretamente na produção 11 empregos e mais 40 no crediário, motorista, vendedores, cobradores, chefe de equipe e utiliza quatro caminhões para distribuir os produtos. A empresa atua em mais da metade dos municípios do estado.
Leo disse que toca a empresa com facilidade, mesmo se locomovendo em uma cadeira de roda elétrica e conta com a presença de um amigo durante todo o dia que lhe ajuda nos serviços essenciais, desde das necessidades básicas as empresariais, ou seja, algo parecido com o filme “os intocáveis” que conta a história e um aristocrata que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico e precisa de um assistente que se afeiçoa cada vez mais e não o trata como um pobre coitado. Ele contou que a distrofia muscular começou em 2000 e 2008 passou a usar a cadeira de roda, já que antes, usava um “andador”.

Segundo Herlane de Souza, conhecido por Lano, seu espírito empreendedor começou em 1997 e foram muitos os desafios e as dificuldades. Lembrou que em 1996 foi a São Paulo tentar a sorte, não deu certo, voltou e começaram viajar em um veículo tipo Marajó cedido pelo pai Antonio Honorato para vender crediário.
Depois compraram outra Marajó e trinta dias depois o dono apareceu, pois existia um problema entre a pessoa que vendeu e o dono cujo nome estava no documento do carro, mas tudo foi resolvido, pois já estava com DUT do veículo assinado. Comparam em seguida uma caminhonete D10 e 15 depois foi roubada, isso em 1999. Um tio vendeu a eles uma F-1000 que um primo capotou e depois de reformada foi roubada. Uma moto foi roubada por um vendedor, “enfim, tudo isso em menos de dois anos”, contou Lano.

Sua visão empresarial tem feito com que aconteça cursos de capacitação da equipe, a exemplo deste, cujo funcionários aparecem na foto ao lado de Lano e da esposa Viviane. Este curso foi proferido pelo consultor e economista Fabrício Andrade.

Fabrício, que também presta serviço ao SEBRAE, disse ao CN que não conhece nenhum exemplo de superação. “São verdadeiras histórias de vidas”, falou Fabrício.
“Também quando começou dar certo, as coisas andaram”, comemorou. Lano, como forma de aumentar os negócios, cursou faculdade de administração e contratou um curso de gestão financeira para aprimorar os trabalhos, fazer estudo de rota e diminuir a inadimplência, criando um sistema próprio de aprovação de crédito. “Minha dificuldade é apenas de locomoção” falou Lano.

Outros casos na família – Além dos irmãos, a mãe deles, Marinalva de Souza, 62 anos, também sofre do problema e tudo começou quando teve a última filha, hoje com 33 anos. “Tenho duas irmãs no Ceará e uma no Rio de Janeiro que sofre o mesmo problema” contou Marivalda.
Mãe e filha, sofrem o mesmo drama. A filha disse que a uma esperança na cura pela célula tronco que ainda está em estudo. Ela ainda fica de pé mais não anda.

Helide de Souza Honorato, 34 anos, irmã de Leo e Lano, contou que vem perdendo as forças e sabe que vai para cadeira de roda. Ele disse que vem tendo dificuldade com os movimentos, mas tem esperança, pois está inscrita no Centro de Pesquisa sobre o Genoma Humano e Células-Tronco da Universidade Federal de São Paulo e deve ser cobaia para o teste da célula tronco. Ela disse ao CN que existem em todo Brasil um mil pessoas sofrendo desse mal. Embora apareça na foto de pé, ela garante que não sai do local se não tiver duas pessoas para lhe ajudar.

Este problema é causado pela ausência de uma proteína essencial para os músculos. Sem essa proteína, o músculo vai degenerando progressivamente. A ausência dessa proteína é causada por um gene defeituoso, embora o problema também possa surgir a partir de uma mutação genética – sem necessidade, portanto, da hereditariedade.
Assista os depoimentos de Leo e Lano aqui na TV Calila:

Fonte: Calila Noticias

domingo, 21 de dezembro de 2014

Revisão cadastral do Bolsa Família vai até 16 de janeiro

 
Os beneficiários do Bolsa Família têm até o dia 16 de janeiro para atualizarem seus dados no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Só precisam fazer a revisão cadastral os beneficiários que receberam aviso no extrato do pagamento, com os documentos pessoais e dos demais integrantes da família.
As famílias que não renovarem as informações do Cadastro Único até a nova data poderão ter seus benefícios bloqueados em fevereiro de 2015. Das 1,2 milhão de famílias que deveriam participar do processo de revisão cadastral neste ano, 709,7 mil já haviam procurado a gestão do programa até novembro.
A revisão é um processo obrigatório e de rotina, realizado todos os anos e voltado para os beneficiários que não atualizam os dados no Cadastro Único há mais de dois anos. As famílias são convocadas por meio do extrato do beneficio. “Quem não recebeu aviso no extrato não precisa comparecer agora, porque está com o cadastro em ordem”, enfatiza a secretária adjunta de Renda de Cidadania do MDS, Letícia Bartholo.
A secretária ressalta que todos devem atualizar o cadastro a cada dois anos ou a cada vez que nascer um filho, houver mudança de escola, alteração no endereço residencial ou qualquer informação relevante.

Fonte: MDS

A Prefeitura Municipal de Mairi deseja Feliz Natal e um ótimo Ano Novo

 
Caros (as) amigos (as):

Juntos, chegamos ao final de mais um ano de desafios e conquistas. É hora de renovarmos os sonhos e acreditarmos na vida, tempo de refazermos planos. É tempo de paz, de um futuro venturoso.

Para nós, é o calor dos mairienses que nos mantém motivados e sempre prontos para fazermos o melhor. Expressamos a cada um de vocês, colaboradores e parceiros, os mais sinceros agradecimentos pela confiança, cooperação, dedicação, atenção e amor, principalmente ao nosso município, com a certeza de que a esperança é que nos move.

Que as realizações alcançadas em 2014 sejam apenas sementes plantadas, que serão colhidas com maior sucesso em 2015.

Pensando assim, desejamos que continuemos a caminhar juntos, lado a lado, para celebrarmos inúmeros outros motivos, objetivando um Ano Novo de muitas alegrias e vitórias. Assim nos tornaremos mais fortes para compartilharmos, conquistarmos, realizarmos nossas metas e construirmos mais.

Unidos no intuito de servir ao nosso povo, pedimos a Deus, fé, determinação e inspiração na construção do bem coletivo. Que sejamos felizes e façamos outras pessoas felizes, não apenas no dia de Natal, mas no Natal que faremos de todos os dias do ano vindouro.

Estes são os mais sinceros votos do Prefeito, Raimundo Dentista, do Vice-Prefeito, Aliomar Muritiba, em nome de todos que compõem a Gestão Construindo uma Nova História.
Fonte: Ascom - Prefeitura Municipal de Mairi

Morre no HGE mulher que teve o corpo queimado pelo ex-companheiro


A dona de casa Maria Leane de Oliveira Mascarenhas, conhecida por Leone, 34 anos, não resistiu aos ferimentos decorrentes de queimaduras do 2º e 3º grau e veio a óbito por volta das 19h, de sexta-feira, 19, no Hospital Geral do Estado – HGE, menos de uma semana depois de ser atacada pelo ex-marido conhecido por Léo que está foragido. Por não aceitar o fim do relacionamento o ex-companheiro jogou gasolina no corpo de Leone,ela correu e acabou caindo, nesse momento o assassino ascendeu o fósforo, fato ocorrido no sábado, dia 13.
O crime aconteceu no bairro onde morava, Alto da Colina, em Conceição do Coité, onde o corpo está sendo velado na Avenida Tiburtino Ferreira da Silva, de onde sairá para o sepultamento no cemitério do Povoado de Santa Rosa.
Com informações do Informe Bahia

Homem é morto a tiros em Itaberaba-BA

Na manhã deste domingo, 21 de dezembro de 2014, por volta das 10h30min, o jovem conhecido como "Jean" conhecido também como "Fi de Nem Grande", foi morto com cerca de 5 tiros, no Loteamento Vida Nova, na cidade de Itaberaba.

De acordo com informações depopulares, o jovem estava nos "predinhos" do referido loteamento, quando dois meliantes passaram em uma moto e executaram cinco (5) disparos contra a vítima. A Policia Civil e a SAMU foram acionadas e já estão no local.
Atenção! Imagem forte aqui.
Fonte:  Agmar Rios / Informações e fotos enviadas por Sergio Cavalcanti