terça-feira, 21 de outubro de 2014

Moradores tentaram invadir casa de homem que matou cachorro em Piritiba

Na manhã desta terça-feira, 21, no Bairro Populares Velha em Piritiba houve um princípio de tumulto, onde moradores planejavam invadir a casa do Edvaldo da Conceição, 40 anos, acusado de matar uma cachorra.

Segundo informações do nosso correspondente Jhonny Alisson, a Polícia Militar foi acionada para apaziguar os ânimos dos moradores que se revoltaram com a atitude de Edvaldo, em matar a cachorra pra comer.

Ainda de acordo com informações, Edvaldo costumava matar animal silvestre (jaguatirica) e comia assado com amigos na cidade e com o seu vizinho Marcelo. No último domingo (19) Edvaldo matou uma cachorrinha, tratou, colocou em uma panela e foi até a casa do amigo Marcelo, convidá-lo para um churrasco com cachaça.

Na carne ficou um pedaço de couro que despertou a desconfiança do Marcelo, e ao dá uma ronda não encontrou a sua cachorra Chiquita. Marcelo começou acusar Edvaldo de ter matado a Chiquita, uma grande confusão se iniciou e a polícia foi chamada que ao entrar na residência do Edvaldo encontrou a cabeça da cachorra com os restos mortais.

Populares relatam que antes da confusão, Edvaldo chegou a oferecer a carne de cachorro para a dona de uma Bodega no bairro, alegando que seria carne de jaguatirica, também conhecida com jaguatiri.

Edvaldo foi conduzido para a delegacia em Jacobina, onde foi ouvido e liberado, devendo responder em liberdade pelo artigo 32, crime de maus tratos contra animais.
Fonte: Augusto Urgente!

Idosa morre após ter sido agredida pelo próprio filho

Foi preso na manhã de terça-feira (21) por policiais militares de São Gonçalo dos Campos, Valdir Machado Santana, 39 anos, acusado de ter agredido a própria mãe, Clarice Machado Santana, 61, na localidade de Boa Vista, zona rural do município.
Segundo informações da polícia, a agressão aconteceu na noite passada (20). Valdir brigava com um filho de 18 anos, quando a idosa tentou intervir e levou um empurrão do filho, provocando sua queda e consequentemente uma forte pancada na cabeça. A mulher foi socorrida para o Hospital Municipal de Conceição da Feira, e depois transferida para a Santa Casa de Misericórdia de São Félix, onde não resistiu e morreu de traumatismo craniano.
O acusado foi encaminhado para a Delegacia Territorial de São Gonçalo, onde foi ouvido pela delegada Cristiane Oliveira e deverá ser transferido para o Conjunto Penal de Feira de Santana. O filho do acusado também foi encaminhado para prestar depoimento na delegacia.

Fonte:Central de Policia

Polícia Militar prende homem com veículo adulterado em Mairi

Nesta segunda-feira, 20 de outubro de 2014, por volta do meio dia, a Polícia Militar estava fazendo ronda de rotina e avistou um veículo Gol suspeito na Rua Antônio Costa, em Mairi.

A Polícia Militar fez a abordagem e constatou que o veículo tem o chassi adulterado. Valter Silva de Jesus, de 35 anos, natural de Antônio Gonçalves, responsável pelo veículo, tem um comércio na referida rua e foi preso em flagrante.
De acordo com a Polícia Militar, o Gol possui duas cores e o chassi montado (Foi implantado o chassi de outro veículo no Gol). Valter disse para a polícia que morava na cidade de Senhor do Bonfim e já comprou o carro assim.

Valter e o veículo adulterado foram encaminhados para a delegacia local. Dr. Zenon, delegado de Polícia de Mairi, lavrou o auto de prisão em flagrante pelo crimes tipificado no artigo 311 do Código Penal Brasileiro.

O artigo 311 do Código Penal revela crime que se consuma com a própria adulteração ou remarcação do chassi ou de qualquer sinal identificador do veículo. Na manhã desta terça-feira, foi realizada a perícia e constatou que o veículo foi adulterado.

Com informações e fotos da polícia

Homem mata cachorro e oferece assado para o dono em Piritiba

No último domingo, 19 de outubro de 2014, um homem identificado como Edvaldo da Conceição, 40 anos, foi preso em flagrante após matar um cachorro, fazer um churrasco e oferecer para o dono do animal na cidade de Piritiba.

Segundo informações policiais, após um desentendimento com o seu vizinho Marcelo, Edvaldo teria matado o animal e oferecido assado para o Sr. Marcelo Mota, dono do animal, dizendo se tratar da carne de uma Jaguatirica que ele tinha caçado.

Marcelo aceitou, mas assim que entrou na casa desconfiou da situação porque viu o couro de um animal que parecia com o pelo da sua cachorrinha Chiquita. Marcelo chamou a polícia que, em uma procura na casa, confirmou a suspeita, descobrindo os restos mortais do animal.

O fato ocorreu no Bairro Populares Nova, de onde Edvaldo foi conduzido para a delegacia e em seguida encaminhado para Jacobina, sendo apresentado na 16ª Coorpin. Edvaldo deverá ser enquadrado no artigo 32, crime de maus tratos contra animais.

Fonte: Augusto Urgente

Carro é prensado por caminhões em acidente na BR-020, em Luis Eduardo Magalhães

Duas pessoas ficaram feridas em um grave acidente na noite desta segunda-feira (20) na BR-020, próximo a cidade de Luis Eduardo Magalhães, que fica a 947 quilômetros de Salvador. Segundo informações da Polícia Militar, o acidente aconteceu por volta das 17h30 e envolveu três veículos.

Ainda de acordo com a polícia, por conta de obras que estão sendo realizadas na BR-242, o trânsito foi alterado para a BR-020. Porém, o tráfego foi liberado e alguns motoristas não perceberam. No final da tarde de ontem, um caminhão seguiu pelo trecho errado e freou. Dois veículos que estavam atrás não conseguiram parar e acabaram batendo.
O Volkswagen Saveiro que estava entre os caminhões foi prensado e ficou completamente destruído. Isaías Teixeira de Lima, 39 anos, ficou com lesões leves. Já Emanoel Paiva Ferreira, 45 anos, teve ferimentos graves. Os dois foram socorridos por uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levados para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

Os veículos foram removidos por um guincho. O trânsito no local ficou congestionado. Este é o 15º acidente registrado nesse mês na rodovia pela Polícia Militar. Acidentes foram por agentes de trânsito e Polícia Rodoviária Federal (PRF) não estão incluídos.
Fonte Sigi Vilares

Gestão Construindo Uma Nova História contribui efetivamente para a Inclusão Digital dos Educandos no Município de Mairi

A Gestão Construindo uma Nova História, através da Secretaria Municipal da Educação, tem investido constantemente em experiências que disponibilizam aos alunos da Rede Municipal de Ensino de Mairi, a realização de práticas cada vez mais abrangentes e efetivas do uso da informática educacional.
Partindo deste contexto e objetivando usar a tecnologia para facilitar o processo de aprendizagem dos estudantes mairienses, a equipe de laboratoristas da KBM Informática, empresa responsável pela execução do Escola Digital em nosso município, acompanhada pelo Secretário Municipal da Educação, Professor Antonio Claudemir Carneiro, movimentou, integrou a comunidade escolar e deu início às atividades com os alunos das Escolas Durval Santos Silva e Iracy D’Araújo Leal, contribuindo assim para a inclusão digital de nossos educandos, buscando familiarizá-los, motivá-los e prepará-los para utilização significativa dos recursos tecnológicos, percebendo o impacto nos diversos aspectos da vida, da sociedade e de sua prática escolar, além de possibilitá-los, trabalhar não só com o que está pronto, mas serem eles os coautores das atividades no mundo digital.
Construir, criar, inventar, experimentar, comunicar, cooperar, ajudar, aprender, essas são as palavras indicadoras de movimento, de avanço, das ações concretas, eficazes e coerentes da Gestão Municipal 2013-2016, modernizando o nosso sistema de ensino e proporcionando uma educação pública de qualidade.
Fonte: Ascom – Prefeitura Municipal de Mairi

Aécio tem 53,2% contra 46,8% de Dilma, mostra pesquisa do instituto Veritá

O senador Aécio Neves (PSDB) seria eleito presidente da República com 53,2% dos votos válidos, caso a eleição fosse hoje. É o que diz pesquisa do instituto Veritá, encomendada pelo jornal Hoje em Dia. A presidente Dilma Rousseff (PT) não seria reeleita pois conta com 46,8% da preferência do eleitor.

A pesquisa foi realizada entre os dias 17 e 18 de outubro e a margem de erro é de 1,4 pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento descarta o empate técnico, já que no pior cenário de Aécio e no melhor de Dilma, o tucano continua à frente.

Se forem considerados os votos totais, o senador Aécio Neves teria 47% das intenções de voto. Dilma aparece com 41,4%. Os indecisos somam 7,8% e outros 3,7% votariam em branco ou nulo.

Rejeição
De acordo com o Veritá, a rejeição da presidente Dilma é maior que a do senador. O índice de rejeição dela é de 46,1% dos eleitores. Já 39,1% dos entrevistados afirmaram que não votariam de jeito nenhum em Aécio Neves.

O instituto também perguntou quem os entrevistados acreditam que será eleito o próximo presidente da República, no dia 26 deste mês. Para 56%, o senador tucano vencerá a disputa. Os outros 44% acreditam que a petista sairá vitoriosa.

A amostragem da pesquisa é 7.700 eleitores em 213 cidades de todos os Estados brasileiros. Ela foi registrada com o número 01144/2014 no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O nível de confiança é de 95%.
Fonte: hojeemdia.com.br

domingo, 19 de outubro de 2014

O chikungunya, primo da dengue, deveria assustar mais que o ebola


(Foto: Rafael Araujo/ÉPOCA)
É uma questão de tempo. Mais cedo ou mais tarde, alguma pessoa infectada com o vírus ebola chegará ao Brasil. Toda a preocupação em torno do assunto é mais que justificável. É necessária. Trata-se de uma terrível ameaça invisível, altamente infectante e capaz de matar um em cada dois doentes.

A população quer saber se o país está preparado para lidar com mais essa crise. O plano traçado pelo Ministério da Saúde para evitar que o vírus se espalhe será bem executado quando o primeiro caso se confirmar? As unidades de saúde darão conta do recado? Haverá informação adequada nos portos e aeroportos? O cerco e monitoramento das pessoas que tiverem contato com o primeiro doente vão funcionar?

Só teremos resposta quando o ebola chegar. Por enquanto, vivemos num clima de ensaio geral. A correta condução do primeiro caso suspeito, o do imigrante Souleymane Bah, que procurou uma unidade de pronto atendimento de Cascavel, foi um bom sinal.

Ninguém é capaz de prever se o êxito demonstrado naquele caso irá se repetir sempre. É provável que não. Ainda assim, a maioria dos especialistas acredita que o Brasil será capaz de evitar que o vírus se propague. Acham que a estrutura para identificar e isolar os primeiros doentes e monitorar as pessoas que eventualmente tiveram contato com eles será eficaz.

É possível que alguns brasileiros adquiram o vírus. Provavelmente serão os bravos profissionais de saúde escalados para cuidar dos doentes. Como ocorreu nos Estados Unidos e na Espanha, os enfermeiros e médicos correm alto risco de contrair a doença no momento em que retiram as várias camadas de roupas e outros materiais de proteção.

O ebola só é transmitido por contato direto com fluidos corporais do doente – sangue, saliva, suor, lágrima, urina, fezes, sêmen. Não se pega a doença pelo ar. Por tudo isso, os infectologistas afirmam que não há razão para pânico. Acreditam que a probabilidade de ocorrer um surto da doença no Brasil é baixíssima.

Enquanto todas as atenções estão voltadas para o ebola, uma ameaça capaz de estragar a vida de um número muito maior de brasileiros já chegou ao nosso quintal. “A população deveria estar mais preocupada com a dengue que com o ebola”, diz o médico Érico Arruda, presidente da Sociedade Brasileira de Infectologia.

Nos últimos cinco anos, 3,2 milhões de casos de dengue foram registrados no Brasil. A forma hemorrágica matou 800 pessoas. A doença mata muito menos que o ebola, mas os mosquitos que a transmitem estão por todo canto – até no nosso quintal.

Como se não bastasse a dengue, chegou ao Brasil o primo dela: o Chikungunya. Esse vírus, transmitido pelo mesmo mosquito da dengue, provoca febre alta, dores articulares terríveis e até invalidez.

Ele está se alastrando rapidamente pelo país, depois de chegar à América Central no final de 2013. No trimestre seguinte, pessoas que se infectaram na região do Caribe trouxeram o vírus para o Brasil. Mosquitos da dengue picaram esses viajantes e passaram a transmitir a doença no país. Resultado?

Menos de um mês depois da ocorrência do primeiro caso de transmissão de Chikungunya em território nacional, o Ministério da Saúde já registrou 337 casos. Quinze estados já foram afetados. A Bahia, com 281 registros, tem o maior número de infecções. Com 274 casos confirmados, a cidade baiana de Feira de Santana já vive uma epidemia.

A origem do estranho nome Chikungunya é africana. No idioma makonde, significa “aqueles que se dobram”. É uma referência à postura dos doentes. Com dores articulares fortíssimas, os infectados andam curvados.

Essas dores podem persistir por longos meses. Em alguns casos, elas se tornam crônicas. Em outros, o enrijecimento das articulações é tão intenso que a pessoa deixa de andar.
Logo abaixo, um guia para se proteger do Chikungunya. Com o verão chegando e tanto mosquito por aí, essa sim é uma ameaça real. Informe-se sobre o ebola, mas se preocupe com a dengue e seu primo.

Como o vírus é transmitido?
Pela picada da fêmea de mosquitos infectados. Pode ser do tipo Aedes aegypti, o popular mosquito da dengue ou o Aedes albopictus. Esse segundo tipo é mais comum nas áreas rurais. As larvas são encontradas em bambus, buracos em árvores e cascas de frutas.

Quais os principais sinais e sintomas?
Febre acima de 39 graus, dores intensas nos dedos, pulsos e tornozelos. Pode ocorrer, também, dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas.

Como se identifica um caso suspeito?
Deve-se suspeitar da doença quando a pessoa tem febre acima de 38,5°, dores articulares ou artrite intensa for moradora ou tiver viajado para regiões nas quais os vírus circula.

Após a picada do mosquito, em quantos dias ocorre o início dos sintomas?
De dois a dez dias, podendo chegar a 12 dias.

Se a pessoa for picada neste período, infectará o mosquito?
Isso pode ocorrer um dia antes do aparecimento da febre até o quinto dia de doença,
quando a pessoa ainda tem o vírus na corrente sanguínea.

Dor nas articulações também não ocorre nos casos de dengue?
Sim, mas na dengue ela é menos intensa. Entre 70% e 100% dos infectados pelos Chikungunya sentem dores terríveis nos pés e nas mãos.

Se uma pessoa for picada por um mosquito infectado necessariamente ficará doente?
Não. Em média, 30% dos infectados não apresentam sintomas.

Existe tratamento?
Assim como a dengue, não existe nenhum tratamento específico para Chikungunya. O que se faz é tentar aliviar os sintomas – com remédios para baixar a febre e antiinflamatórios para as dores articulares. Não se deve usar ácidoacetilsalicílico (AAS) devido ao risco de hemorragia. O doente deve beber muito líquido e fazer repouso absoluto.

É necessário isolar o paciente?
Não.

É preciso internar o doente?
Apenas nos casos mais graves.

Em quanto tempo o paciente se recupera?
Em geral, em dez dias após o início dos sintomas. Em alguns casos, as dores podem persistir durante meses ou anos.

A doença pode matar?
As mortes são raras.

Existe vacina?
Não.

Quem se infecta com o vírus fica imune?
Sim. Fica imune pelo resto da vida.

Uma pessoa doente pode infectar outra saudável?

Não existe transmissão entre pessoas. A única forma de infecção é pela picada dos mosquitos.

A mãe grávida transmite o vírus para o bebê?

Não há evidências de que isso ocorra. Também não se transmite a doença pelo leite materno.

O que fazer para evitar a disseminação do vírus?
Evitar os criadouros de mosquitos. Colocar areia nos pratos dos vasos de planta, eliminar, pneus velhos e recipientes abandonados, inspecionar piscinas em casas vazias, verificar se as calhas não estão entupidas, acabar com entulho e qualquer outra coisa que favoreça a deposição de larvas dos mosquitos. O fim dos criadouros interrompe a transmissão da dengue e da doença provocada pelo Chikungunya.

Por CRISTIANE SEGATTO
Fonte: Época