' ANGICO NO AR: Médico é demitido pelo prefeito depois de dez anos de serviço e atribui demissão ao seu crescimento político

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Médico é demitido pelo prefeito depois de dez anos de serviço e atribui demissão ao seu crescimento político

Médico acredita que por não aceitar ser candidato a vice foi demitido.
O médico Erivaldo Carvalho Soares foi demitido nesta terça-feira,19, da direção do Hospital Municipal Otto Alencar e da função de médico da Unidade Básica da Saúde – UBS do Povoado da Picada, no Município de Nordestina. Segundo ele, o próprio prefeito Wilson Matos conhecido por “Ito”, o demitiu.

Doutor Erivaldo prestava seus serviços há dez anos no município e estava ganhando popularidade, inclusive já se cogitava uma possível candidatura a prefeito, e pelo que escreveu na sua página do Facebook o motivo da demissão foi por não aceitar a proposta de candidatura a vice-prefeito proposta pelo atual gestor.

Veja na íntegra o que foi escrito pelo médico.
Queridos amigos de Nordestina.
Hoje eu fui informado que não serei mais o médico de vocês.
Fui demitido por motivos políticos, já que o Prefeito viu a crescente manifestação popular na intenção de minha possível candidatura.
Após minha recusa de ser o vice na chapa indicada pelo o atual prefeito, recebi a demissão. Desde já eu quero agradecer a oportunidade que tive de aprender e aprimorar os meus conhecimentos. Agradeço também pela experiência que pude adquirir ao trabalhar com uma equipe maravilhosa e por todo o crescimento pessoal e profissional que obtive.
Eu fui demitido, mas não irei abandonar o Povo de Nordestina. Isso só me fez mais forte, e agora sigo para abraçar um novo projeto com a sensação de missão a cumprir. Tenho a convicção de que ter passado por aqui e ter trabalhado com cada um de vocês foi fundamental para ter condições de seguir enfrentando novos desafios. Nunca imaginei que este momento chegaria tão rápido, apesar de vários anos já terem se passado, parece que foi ontem que recebi aquelas boas vindas tão lindamente. Cada um de vocês marcou definitivamente a minha história, felizmente de forma muito positiva que com certeza levarei por toda a minha vida.
Foram muitos momentos alegres, outros nem tanto, mas todos eles contribuíram imensamente para que eu crescesse profissionalmente e, sobretudo, pessoalmente. Quero agradecer por cada segundo dispensado comigo, por cada sorriso, por cada bom dia e principalmente pelo conhecimento partilhado até conseguir tê-lo entendido.
Saio do emprego com muito mais preparo e competência, mas o mais importante de tudo foram os amigos que fiz e a família nova que descobri. Esta despedida não significa um adeus, apenas o ultrapassar de mais uma etapa, onde eu espero que não afaste completamente as nossas vidas.
Levarei cada um de vocês no meu coração com uma gratidão enorme pela oportunidade e pela satisfação proporcionada . Que o sucesso continue ao lado de cada um de vocês e a felicidade seja uma companheira assídua, assim como foi minha durante todo o período que trabalhei em Nordestina.
Minha caminhada ainda não terminou, a realidade que vivemos em Nordestina me acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de minhas palavras e dos meus conhecimentos.
Obrigado meus amigos, Abraços e até logo…. Logo estaremos juntos novamente….


Erivaldo chegou ao território do sisal por intermédio do ex-prefeito de Conceição do Coité, hoje deputado estadual, Wellington Passos de Araújo (DEM), no inicio dos anos 2000, onde passou três anos trabalhando no Programa Saúde da Família e ao ouvir do prefeito eleito em 2004, Everton Rios seu desejo de acabar com os PSFs, mudou-se para Nordestina, onde permaneceu até hoje atundo com diretor do Hospital Municipal, Otto Alencar e médico da UBS.

Segundo ele, desde que chegou ao município, na gestão do ex-prefeito Geraldo Guimarães, atendendo ao convite da então secretária de saúde, Ofélia Nunes, nunca pensou em ingressar na política. “Recebi o convite de Ito (prefeito), dai comecei a pensar sobre o assunto, falei com alguns amigos e abracei a ideia”, contou.

O médico falou também que em segundo momento, o prefeito Ito, como é conhecido, mudou de ideia sobre sua candidatura e o procurou para propor ser candidato a vice-prefeito em uma chapa encabeçada pelo ex-vice-prefeito, Nelson Reis Moura. “Disse a ele que não era possível, pois era melhor continuar atuando como médico do que ser vice-prefeito. Portanto não topava”, afirmou.

Erivaldo Carvalho é natural do Município de Macururé Nordeste da Bahia, localizado no Vale do São Francisco. Tem no sangue o tendencia política, pois tem um irmão que está no quarto mandato como vereador de Macururé, seu pai exerceu dois mandatos de vereadores pelo Município de Glória e três vezes prefeito de Macururé.

O médico deixou claro que não vai se afastar do povo de Nordestina, seria mais um nome a concorrer pela oposição que já desponta os nomes do empresário Rivinha e do vereador Tião?

Com informações do Calila Noticias