sexta-feira, 29 de março de 2013

MORTE DE TENENTE MARCOS JOSÉ É INVESTIGADA PELA POLÍCIA

A morte do Tenente Marcos José, ocorrida ontem a tarde em Capim Grosso, é alvo de uma minunciosa investigação por parte das Polícias Militar e Civil da região. O corpo do Tenente chegou ao IML de Jacobina por volta das 21h45 desta quinta, e era aguardado por amigos e companheiros de farda.

A perícia apontou que o tenente foi morto a tiros de pistola 9MM e revólver calibre 38. Ele foi atingido por cerca de oito disparos. 


O circuito interno do posto de combustível onde o tenente foi emboscado gravou toda a ação dos criminosos e ajudará nas investigações.

As imagens mostram que, após abastecer seu veículo, um FORD ECOSPORT prata, PP QWR 1219, o tenente, que estava de folga, se dirigiu ao balcão para passar o cartão. A todo momento ele se mostrou alerta ao que ocorria no local, mas no instante em que ele deu as costas ao pátio para realizar o pagamento, os dois assassinos chegaram em uma moto de dados não anotados. Os dois estavam com capacete, mas sem viseira. Eles desceram tranquilamente e um dos homicidas teve tempo de chegar por trás do oficial, puxar a arma da cintura, mirar há mais ou menos quatro metros de distância dele e atirar a traição em sua cabeça. O tenente foi ao chão e em seguida os dois atiradores de aproximaram dele e efetuaram de forma fria vários disparos contra o oficial. Em seguida apontaram para o veículo, onde estava a namorada do tenente, mas ela saiu do carro e conseguiu fugir. Em seguida os atiradores subiram na moto de empreenderam fuga.


Marcos José de Souza, 43 anos, ingressou nos quadros da Polícia Militar em 1990. Nascido em Alagoinhas, interior da Bahia, era considerado um excelente policial, com perfil destemido e operante. Estava há cerca de 2 anos no comando do 5º Pelotão, que responde pelos municípios de Capim Grosso, São José, Mairi, Quixabeira, Várzea da Roça e Gavião, e também respondia pelo policiamento do povoado do Junco, município de Jacobina.

Em nota, a PM diz que o tenente "se destacava pela dedicação profissional e pelo bom relacionamento com os colegas de profissão". Policiais fazem buscas na região aos criminosos.

O corpo do oficial foi liberado do IML de Jacobina durante a madrugada e seguiu para Capim Grosso, para ser velado. Em seguida seguirá para Alagoinhas, sua terra natal.
Fonte: Bahia Acontece

Nenhum comentário:

Postar um comentário