' ANGICO NO AR: Bebê sequestrada no Oeste baiano volta aos braços da mãe, pai está preso. Assista o reencontro

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Bebê sequestrada no Oeste baiano volta aos braços da mãe, pai está preso. Assista o reencontro

O desespero de uma mãe que teve a filha de 10 meses sequestrada pelo próprio pai felizmente chegou ao fim. No final da noite de ontem, quinta-feira, 4, por volta das 23h, agentes da Polícia Civil resgataram a pequena Yankka Avelino Martins, em Fortaleza. Durante ação foi encontrado em um prédio o pai e sequestrador Carlos Henrique Martins de Araújo, 35 anos, que estava vivendo e mantendo a própria filha em cárcere privado. Segundo informações, Carlos Henrique foi surpreendido por policiais civis da capital cearense e recebeu voz de prisão por sequestro. Ele foi conduzido para uma delegacia ficando a disposição da Justiça. Yankka foi levada pelo pai desde o dia 06 de abril deste ano, em Luís Eduardo Magalhães, da casa onde morava junto com a mãe da menina, a Safira Dementino Avelino, 19 anos.
Foram 28 dias de aflição da mãe que fez uma grande mobilização através da imprensa e das redes sociais pedindo ajuda para localizar a filha, e foi justamente uma informação anônima que levou a localização da criança.

O empenho e a dedicação da Polícia Civil em LEM foi fundamental para localização da criança. Assim que recebeu a informação sobre o possível paradeiro da filha, a mãe Safira procurou o delegado responsável pela (DHPP) Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa, Dr. Joaquim Rodrigues, que de imediato manteve contato com as forças policiais em Fortaleza. “A princípio tivemos muita dificuldade para obter a ajuda necessária para fazer a localização exata, prisão e resgate da pequena Yankka, mas no final graças a Deus deu tudo certo”, disse o delegado.

A mãe da criança Safira falou sobre o trabalho realizado pelos delegados Dante, Inspetor Rômulo, Delegado Rener e todos os agentes que cooperaram para realização dessa ação, condução do indivíduo para a delegacia e resgate da criança em Fortaleza. “Vou agradecer a eles sempre, de coração, são pessoas super especiais”, falou emocionada. A mãe revelou que durante esses quase 30 dias de angústia, tentou manter a calma, e que em alguns momentos não resistiu e respondeu às provocações de Carlos Henrique, que chegou a fazer ofensas a mãe nas redes sociais. “Eu só queria ter a minha filha de volta, foram muitas noites sem dormir e de muitas lágrimas e angústia, mas graças a Deus no final deu tudo certo, obrigado a todos”. A avó materna de Yankka, Lucenilda, ficou muito emocionada com a notícia do resgate da neta. “Quero agradecer a todos que nos deram apoio e que oraram por nossa família. Agora é vida que segue, não vejo a hora de pegar minha netinha nos meus braços de poder beijá-la.

Assista o emocionante reencontro:
Fonte: Sigi Vilares