' ANGICO NO AR: Grupo de turistas vive momentos de pânico na Chapada dos Veadeiros (vídeo)

terça-feira, 7 de março de 2017

Grupo de turistas vive momentos de pânico na Chapada dos Veadeiros (vídeo)

Turistas foram surpreendidos por uma tromba d’água durante passeio na Cachoeira Santa Bárbara, na Chapada dos Veadeiros, localizada no município de Cavalcante, cerca de 510 km de Goiânia. O grupo era conduzido por dois guias e se divertiam na cachoeira durante a terça-feira (28) de carnaval, quando o fenômeno pegou todos de surpresa, causando pânico entre os visitantes.

A advogada carioca Jéssica Ribeiro, de 29 anos, e o namorado estavam no local e contaram que viveram instantes de total desespero. "Eu estava tão fora de mim e tão desesperada. Coisa de três segundos, e eu tinha morrido. Foi muito rápido", afirma a advogada ao jornal Correio Braziliense. Os horários de visita são limitados e o grupo precisou esperar até o início da tarde para começar a trilha que dá acesso à cachoeira.

A turista divulgou em uma rede social dois vídeos da viagem, uma durante a chegada e outro dos momentos de terror, relatando como tudo aconteceu. De acordo com a carioca o céu estava nublado, mas não imaginou que corria risco.

Ao chegarem a Cachoeira Santa Bárbara, os turistas mergulhavam e aproveitavam a natureza, quando cerca de vinte minutos depois, foram surpreendidos pelo mal tempo. Os momentos seguintes foram de medo, todos saíram correndo para fora da água. Jéssica Ribeiro relata que os guias não perceberam o fenômeno se aproximando e lembra que eles comentaram nunca terem visto nada parecido. Nas imagens do vídeo compartilhado pela turista carioca, é possível ouvir gritos e ver pessoas se agarrando aos galhos procurando um lugar seguro.

“Eu e meu namorado éramos algumas das pessoas que estavam dentro da água quando aconteceu essa "avalanche/bomba" de água (não consigo pensar em outras palavras) que começou a levar TUDO o que tinha pela frente, as pedras que passamos quando chegamos, sumiram e a água estava tão forte que era impossível passar para o outro lado da margem para pegar a trilha de volta...”, escreveu Jéssica em uma rede social. Os visitantes ainda esperaram mais de uma hora até que o volume de água diminuísse e pudessem retornar à trilha que dava acesso a saída.

Vídeo abaixo: