' ANGICO NO AR: Bebê de apenas 42 dias morre após ser estuprado no Maranhão

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Bebê de apenas 42 dias morre após ser estuprado no Maranhão

Um bebê morreu por suspeita de ter sido estuprado dentro da própria casa, em Grajaú, no Maranhão. Segundo a mãe da criança, de apenas 42 dias de vida, o bebê passou mal e foi levado para o Hospital São Francisco, porque ele estava com muita febre. A seguir, ele foi para o Hospital Geral de Grajaú porque houve alterações no seu quadro. Nesse hospital, a mãe foi orientada a transferir imediatamente o filho para o centro médico de Imperatriz .

A mãe, desesperada, seguiu a orientação e imediatamente levou o bebê, onde passou por volta de 4 dias internado na clínica de Imperatriz, mas, infelizmente, a criança não resistiu e faleceu no centro médico. De acordo com a mãe, o menino evacuava sangue. A suspeita é que ele havia sido estuprado ou de que haviam tentado matar o garoto.

Diante disso, a mãe foi entrevistada por uma assistente social e uma médica. A jovem disse para a médica que tem suspeita de quem teria abusado do filho, porque o suspeito tinha ligação demais com a criança. Ela relatou ainda que o pequeno estaria apresentando muitas diarreias com sangue, e estava com os olhos bastante vermelhos.

Maria relembrou um episódio onde uma vez o suspeito levou a criança no banheiro da casa dela, e ao deitar a criancinha na cama, o bebê se desesperou e chorou muito, mas ela não soube informar porque criança foi levado ao toalete.

O médico que diagnosticou o bebê no Hospital Regional de Imperatriz relatou, em depoimento, que o ânus do menino estava sangrando, e disse para a mãe que ele deveria ser encaminhado para o Instituto Médico legal (IML).

Após o Conselho Tutelar de Imperatriz denunciar o fato ocorrido em Grajaú, a polícia foi até o cemitério, por volta das 19 horas, do último dia 27 de janeiro para impedir que o garoto fosse enterrado. O caixão do bebê foi tirado do túmulo pela polícia, acompanhada por um promotor e um representante Conselho Tutelar. O corpo do bebê foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) para assar por autopsia.

Depois da análise do corpo, foi confirmada a suspeita de que a criança havia sido estuprada. A polícia pretende prender o suspeito o mais rápido possível para esclarecer o caso.
Fonte: Blasting News