' ANGICO NO AR: Tailândia estuda incluir pena de morte para funcionários condenados por corrupção

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Tailândia estuda incluir pena de morte para funcionários condenados por corrupção

As autoridades da Tailândia estão estudando introduzir a pena de morte para alguns crimes de corrupção no país. Os funcionários condenados pelo crime cuja soma de dinheiro desviada ultrapasse os 27 milhões de dólares (cerca de R$ 86,6 milhões) teriam, que enfrentar a morte por injeção letal. Outros casos seriam tradados com condenações de até cinco anos de prisão.

O projeto já foi aprovado pelo Comitê Diretor Nacional de Reforma, nomeado pelos militares, mas a medida ainda precisa passar pelo Executivo, Parlamento e Comitê de Constituição. Analistas acreditam que a junta militar que comanda o país possa estar usando penas mais duras contra a corrupção com o intuito de controlar os adversários.

Pela legislação anterior, penas capitais já eram permitidas para funcionários condenados em casos de suborno, mas até hoje ninguém foi executado. No ano passado, a Anistia Internacional (AI) condenou a mudança para ampliar a pena de morte na Tailândia. Entre os crimes já puníveis com a morte estão assassinato, estupro, incêndio criminoso e traição.
Fonte: Correio