' ANGICO NO AR: Policiais e militares brasileiros poderão a usar armas apreendidas com criminosos

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Policiais e militares brasileiros poderão a usar armas apreendidas com criminosos

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, anunciou, nesta sexta-feira (22), que o armamento apreendido com criminosos poderá ser doado aos órgãos de segurança pública. Antes, armas como fuzis e metralhadoras encontradas com os bandidos eram destruídas.

De acordo com o Decreto 8.938, publicado no Diário Oficial da União de quinta-feira (22), “as armas apreendidas serão encaminhadas pelo juiz competente ao Comando do Exército, no prazo máximo de 48 horas, para destruição ou doação aos órgãos de segurança pública ou às Forças Armadas”.

Para Moraes, a medida representará economia aos cofres públicos. “Pelo preço do dólar, US$ 8,5 mil dólares cada fuzil, mais os custos de importação, são R$ 30 milhões que as forças de segurança do país acabam economizando só dos apreendidos esse ano”, disse o ministro, lembrando que em 2016 as polícias estaduais, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal apreenderam 873 fuzis. “A partir de agora cada polícia que apreendeu tem prioridade no recebimento. No final do ano [de 2016] e em janeiro [de 2015], nós vamos iniciar essa distribuição [dos armamentos]”, disse ele.