' ANGICO NO AR: Após perder eleições, prefeito se recusa devolver chaves da Prefeitura alegando ser dono do imóvel

sábado, 31 de dezembro de 2016

Após perder eleições, prefeito se recusa devolver chaves da Prefeitura alegando ser dono do imóvel

Um prédio imponente que serviu à prefeitura de Milagres, há mais de 10 anos, está lacrado, e o prefeito atual, que por sinal é um empresário muito rico, R S Silva, se diz dono do prédio, retirou todos os móveis e equipamentos, e lacrou o imóvel. Esta denúncia foi apresentada na tarde desta quinta-feira, 29/12, às 16h00, pelo prefeito eleito de Milagres, Cézar Rotondano Machado, popular Cézar de Adério (PP), conforme informações do Blog Café no Bule.

Revoltado, diante da atitude insensata do prefeito Raimundo Silva Galego (PSD), o prefeito eleito Cézar lamenta: “Dessa forma, apenas em Milagres, dentro do Brasil inteiro, o prefeito eleito não terá onde trabalhar na segunda-feira”. O clima na cidade é de apreensão, com a população tomada de surpresa, tem manifestado sua revolta através postagens nas redes sociais. Todos comentam que o prefeito derrotado está levando todos equipamentos e móveis do Município, conforme revelam vários vídeos produzidos por populares. “Só no hospital foi devolvido por falta de pagamento vários equipamentos no valor de R$ 720.000,00. (gerador, altoclave, ar condicionados, mesas e computadores etc.)

O prédio da prefeitura está fechado desde dia 15/12, denuncia Cézar. O prefeito atual, Raimundo Galego, responde por vários processos criminais e foi condenado pelo Tribunal de Justiça a 2,5 anos de cadeia. Mesmo assim, ele vem cometendo todo tipo de arbitrariedades e irregularidade, vez que, revela o prefeito eleito “não só a prefeitura, como o restaurante popular e outros prédios estão lacrados a mando do prefeito, que se diz dono de tudo. É sob esse clima de apreensão e tumulto administrativo, que no domingo 1° de Janeiro de 2017, se dará a solenidade de posse do prefeito, vice prefeito e vereadores eleitos, ás 17h00, no plenário da Câmara Municipal de Vereadores.