' ANGICO NO AR: Maior avião do mundo vai pousar no Brasil nesta semana, veja porque

domingo, 13 de novembro de 2016

Maior avião do mundo vai pousar no Brasil nesta semana, veja porque

O maior avião do mundo, o Antonov An-225 Mriya, vai pousar pela primeira vez no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), na segunda-feira (14). A aeronave mede 84 metros de comprimento, tem 88 metros de envergadura (distância entre a ponta das asas) e pesa 175 toneladas sem carga e combustível.

Com seis turbinas, o An-225 pode carregar até 250 toneladas no compartimento de cargas. Além disso, pode transportar itens na parte externa e superior da fuselagem. Ele é o único exemplar deste porte em atividade no mundo.
Eles utilizaram seis motores e aí ficou um avião simplesmente descomunal"
James Waterhouse, professor da USP

A concessionária Brasil Viracopos, que administra o aeroporto, informou que o avião, que vem do Chile, fará uma escala em Campinas para pegar uma peça que servirá de suporte para o transformador que ele carregará em Guarulhos (SP).

Depois, o cargueiro retornará novamente para Santiago, no Chile, com a encomenda. A concessionária destacou ainda que não será reservado espaço especial para o público acompanhar a chegada da aeronave.

Mesmo assim, grupos combinam nas redes sociais os melhores locais para observação do avião. Em um deles, mais de mil pessoas confirmaram que irão ver a aeronove de perto em Campinas.
O An-225 também atraiu os olhares este ano na cidade australiana de Perth, onde 20 mil pessoas pararam para acompanhar o pouso do cargueiro e o trânsito perto do aeroporto ficou congestionado.

Ônibus espacial
Segundo o professor do departamento de engenharia aeronáutica da Universidade de São Paulo (USP), James Waterhouse, o avião tem um porte monumental porque foi projetado para transportar o Buran, que era o ônibus espacial soviético.

"Baseado no Antonov 124, que era um avião enorme, fabricado em série, eles desenvolveram uma versão maior ainda. Aumentaram as asas, fuselagem, colocaram uma cauda especial e colocaram o Buran em cima [...] Eles utilizaram seis motores e aí ficou um avião simplesmente descomunal", explica.
O Antonov An-225 fez seu primeiro voo em 1988, mas os planos de construir outras unidades foram cancelados com o fim da União Soviética e o colapso do programa espacial Buran. "Com o colapso, esse avião ficou parado e depois, eles fizeram manutenção e começaram a utilizar para carga, porque existe uma demanda por um avião de carga no mundo que possa levar coisas extremamente grandes e pesadas e que nenhum outro conseguiria levar", destaca o professor.

Waterhouse afirma ainda que aparições dele no Brasil não são comuns. "Esse avião tem uma colocação única no mundo. Ele tem uma agenda lotada, com vários meses ou até anos de antecedência para fazer esse tipo de serviço. De vez em quando, em raras vezes, ele aparece no Brasil trazendo uma carga ou outra como o que vai acontecer", explica.

A primeira vez que ele veio ao país foi em 2010 para trazer equipamentos para a Petrobras. A aterrisagem ocorreu em Guarulhos.

Novo avião
Segundo o professor, recentemente, foi anunciado pelo fabricante que um segundo avião desse porte seria finalizado. A aeronave estava parada desde o fim da União Soviética.

"Tinha um segundo avião desse, que começou a ser feito na época da União Soviética e nunca foi finalizado. Agora, eles anunciaram que vão acabar o avião, porque eles precisam, esse avião já tá ficando muito velho, é dos anos 80 e não existe substituto no mundo", conclui.
Fonte: G1