' ANGICO NO AR: Fraudes do Bolsa Família na Bahia ultrapassam R$ 642 milhões; até mortos recebem

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Fraudes do Bolsa Família na Bahia ultrapassam R$ 642 milhões; até mortos recebem


Os dados das fraudes no programa Bolsa Família na Bahia são intrigantes. Um levantamento feito pelo Ministério Público Federal mostra que entre 2013 e 2014, o estado ficou em primeiro lugar no ranking de pagamentos suspeitos em todo o país, com uma cifra de R$ 642 milhões. Segundo informações divulgadas pelo jornal A Tarde, o maior número de pagamentos indevidos na Bahia foi para servidores públicos: 145.572, o que representou um gasto do programa de R$ 401,9 milhões.

Depois, o segundo maior número de beneficiários irregulares foi de empresários, onde 90.172 cadastrados levaram R$ 236 milhões. Em seguida, o número de pessoas consideradas já mortas e que tiveram os benefícios sacados foi de 17.708, parcela que representou um gasto de R$ 25,9 milhões. Também foi identificado que 5.528 mil doadores de campanha receberam R$ 15,3 milhões durante os anos analisados.

O MPF ressaltou, no entanto, que a soma entre os segmentos não fecha em R$ 642 milhões, uma vez que um mesmo beneficiário pode estar classificado como doador e servidor ao mesmo tempo. Em sua passagem na última semana por Salvador, o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra, disse que o programa passará por verificação e haverá uma atualização da base de dados para evitar novos casos de irregularidades.
Bocão News