' ANGICO NO AR: 'Bonde das Loiras' é preso por aplicar golpes em bancos (vídeo)

domingo, 15 de maio de 2016

'Bonde das Loiras' é preso por aplicar golpes em bancos (vídeo)

Na manhã deste sábado (14), três estelionatárias foram presas por policiais da 9ª DP (Catete). Conhecidas como "Bonde das Loiras", Verônica Freitas Gomes, de 19 anos, Larissa Batista de Oliveira, de 23, e Letícia do Nascimento Laurindo, de 26, ganhavam a vida roubando idosos em caixas eletrônicos do Rio. Segundo a polícia, o alvo principal do trio eram os idosos que sacavam nos caixas eletrônicos de dois bairros da Zona Sul. As três mulheres moram em São Paulo.

Imagens cedidas pela Polícia Civil e exibidas pelo Jornal Nacional mostram a atuação das suspeitas, que ganhavam até R$ 30 mil a cada viagem de São Paulo para o Rio. Uma única correntista chegou a ser roubada em R$ 13 mil. Elas atuavam no fim de semana quando os caixas estão vazios.

Neste sábado, elas desembarcaram no Rio às 6h40, e às 8h já estavam em uma agência, preparando um esquema. As câmeras mostram Letícia, de 26 anos, preparando o equipamento, chamado de chupa-cabra. Segundo a polícia, elas atuavam em agências do Banco do Brasil no Flamengo e em Laranjeiras, na Zona Sul do Rio, e as investigações ocorriam havia pelo menos dois meses.

“Elas trazem esse dispositivo, já tudo pronto, de São Paulo. Tiram as fitinhas, colam... Isso aqui fica no caixa eletrônico. E quando o idoso insere o cartão, inseriu o cartão, engole. Daí a pessoa sai da agência, a vítima sai da agência, elas tiram esse lacre, e arrancam o cartão com facilidade”, disse a delegada Cristiane Carvalho, titular da 9ª DP (Catete)

Uma vítima, que não quis ser identificada, contou como foi roubada. “ Botei meu cartão no lugar certo, né, e uma moça chegou perto de mim e falou assim: "olha, a senhora não vai poder tirar". Eu disse: "é, de fato, está preso". Tentei muitas vezes, não consegui... Eu disse: "então eu vou pra casa pra falar pra brasília, que eu tô sem celular. Aí ela disse: "ah, mas eu tenho um aqui". Ela ligou, mas não pra Brasília, deve ser pra um comparsa”, disse a vítima. O extrato bancário dela mostra que, em oito minutos, as louras fizeram três saques, dois de R$ 2 mil e o terceiro de R$ 9 mil.

Outras imagens, dessa vez de fotos, mostram Larissa conversando com uma idosa em uma agência bancária. A polícia já sabe que a quadrilha tem uma outra mulher, que mora em são Paulo, para quem as três suspeitas enviavam dinheiro. A delegada diz que ninguém deve pedir ajuda a estranhos, caso tenha problemas com o cartão. “Se por ventura ainda acontecer de o cartão ficar preso, deixa lá. Não fala com ninguém. Deixa e vai embora”, diz a aposentada vítima do golpe.

Vídeo:

Fonte: G1